A banda que virou restaurante

Vans alugadas, cachês baixos, lucro zero: depois de anos sem ganhar nada no mundo do rock, eles decidiram abrir um restaurante. Hoje, faturam milhões

Na época em que faziam parte da banda de rock Lisabi, os amigos Gabriel Slenes, 31 anos, e Matheus Fattori, 30, gravaram um álbum completo e três EPs, viajaram por quase todo o Brasil e fizeram duas turnês pelos Estados Unidos. Foram mais de 300 shows, todos produzidos com recursos próprios.


Para excursionar em território americano, em 2013, a banda viajou em uma van alugada — muitas vezes, ganhavam só o suficiente para pagar o combustível até a próxima cidade. “Tentamos viver de música, mas não conseguimos”, diz Slenes. Nesse período, descobriram que a rede Chipotle Mexican Grill cedia um determinado número de refeições gratuitas para músicos. O restaurante americano, categorizado como fast-casual (com refeição e atendimento mais elaborados que o fast-food), era diferente de tudo que eles já tinham visto. “Pensamos: como ninguém está fazendo isso no Brasil?”, diz Fattori.

Gostou? Para ter acesso a essa reportagem completa e ao conteúdo integral da edição,
acesse a Pequenas Empresas & Grandes Negócios pelo aplicativo Globo+, que está disponível na Google Store e na iTunes Store. 

GoogleStore.png
AppStore.png
Logo-Novo-Finalizado---Sem-fundo.png