Pequenas empresas e inclusão

Jandaraci Araújo

é Subsecretária Estadual de Empreendedorismo, Micro e Pequena Empresa e Diretora Executiva do Banco do Povo Paulista

O ano de 2020 está sendo desafiador para todos. Grandes e pequenas empresas estão tendo de se reinventar diante de um cenário de crise na saúde e na economia. E você deve estar se perguntando: com tantos assuntos práticos do meu negócio para me preocupar, por que eu deveria ainda pensar em diversidade e inclusão racial?  

Todos acompanharam as manifestações recentes nos Estados Unidos e no mundo, em decorrência do assassinato de George Floyd. Um vídeo em que um policial pressionava o pescoço de Floyd com o joelho por 8 minutos e 46 segundos fez com que as pessoas despertassem para um problema que está longe de ser resolvido, tanto lá quanto aqui. A pauta da luta antirracista ganhou as redes sociais, com quadrados pretos, hashtags e ações como o takeover — troca de perfis entre pessoas negras e não negras conhecidas do público. Grandes empresas emitiram notas de apoio à causa racial, enquanto outras anunciaram fundos de investimentos contra o racismo.  

Para além de qualquer discurso, é importante ressaltar que a questão racial no Brasil é também uma questão econômica. Por isso mesmo, as pequenas e médias empresas são fundamentais na discussão de pautas de diversidade racial e na construção de um país mais igualitário. Podemos concluir isso a partir de duas premissas básicas: não há progresso sem inclusão, e não é mais possível ignorar o poder de consumo da população negra.  

Gostou? Para ter acesso a essa reportagem completa e ao conteúdo integral da edição,
acesse a Pequenas Empresas & Grandes Negócios pelo aplicativo Globo+, que está disponível na Google Store e na iTunes Store. 

GoogleStore.png
AppStore.png
Logo-Novo-Finalizado---Sem-fundo.png