Startups que
compram startups

Pedro
Waengertner 

é CEO e fundador da aceleradora ACE

A aquisição de startups pequenas por outras maiores é uma prática bastante usual em mercados mais maduros, como o do Vale do Silício. E está se tornando cada vez mais comum no Brasil.

Há um caso recente e emblemático dessa tendência que ajuda a explicar a razão por trás desse movimento. No fim do ano passado, a Decorati, que executa reformas completas em apartamentos, foi comprada pela Loft, unicórnio especializado no setor imobiliário, cujo negócio principal atual é a compra, reforma e venda de imóveis. Ao efetuar a aquisição, a Loft obteve diversas vantagens. Primeiro, trouxe uma nova linha de receita. Além disso, conquistou conhecimento para gerenciar centenas de obras simultaneamente. E, o mais importante, atraiu novos executivos com espírito empreendedor.

Gostou? Para ter acesso a essa reportagem completa e ao conteúdo integral da edição,
acesse a Pequenas Empresas & Grandes Negócios pelo aplicativo Globo+, que está disponível na Google Store e na iTunes Store. 

GoogleStore.png
AppStore.png
Logo-Novo-Finalizado---Sem-fundo.png