HOME OFFICE CONTRA A CRISE

A crise provocada pelo novo coronavírus impôs desafios sem precedentes aos empreendedores. Saiba como organizar o home office e manter seu negócio saudável na era da pandemia

No dia 18 de março, o governo federal anunciou a edição de uma medida provisória (MP) para tornar mais fácil às empresas reduzir o custo com empregados durante o período de crise. Entre as medidas, está a permissão para a redução proporcional de salários e jornada de trabalho, com o objetivo de evitar o desemprego. Essa redução ficará limitada a 50% da jornada e do salário; não poderá haver redução do salário por hora dos trabalhadores. O acordo para essa medida poderá ser feito individualmente. Também vai ser mais fácil antecipar férias individuais e decretar férias coletivas. Foram criadas ainda medidas para simplificar a adoção do teletrabalho. Além disso, o  recolhimento do FGTS foi adiado por três meses. Resta saber se essas medidas serão suficientes para dar alento aos empreendedores nos meses que estão por vir. 

Já é certo que o novo coronavírus impôs desafios sem precedentes à sociedade e aos negócios. Na rotina corporativa, a crise forçou o trabalho remoto numa escala inédita. A experiência amplia os desafios envolvidos nessa transição – e pode ajudar a moldar o futuro do trabalho. A pandemia também impactou as finanças, com a alta do dólar e a queda nas bolsas, o que afeta diretamente o bolso das empresas. Há ainda a perspectiva de mudanças radicais nos padrões de consumo. Com pessoas trancadas em casa e a maioria das lojas fechadas, as compras na internet e por delivery devem explodir. Confira a seguir as melhores estratégias para adotar o home office e reduzir os impactos da pandemia na sua empresa.

Gostou? Para ter acesso a essa reportagem completa e ao conteúdo integral da edição,
acesse a Pequenas Empresas & Grandes Negócios pelo aplicativo Globo+, que está disponível na Google Store e na iTunes Store. 

GoogleStore.png
AppStore.png
Logo-Novo-Finalizado---Sem-fundo.png